Ciclos curtos dos hortifrútis exigem maior efetividade na adubação

NewsCiclos curtos dos hortifrútis exigem maior efetividade na adubação
Ciclos curtos dos hortifrútis exigem maior efetividade na adubação
05 Sep, 2017

Fertilização equivocada pode ocasionar mal aproveitamento nutricional do cultivo prejudicando desenvolvimento das culturas

Logo que o inverno chega ao fim, começa o plantio e manutenção de diversos cultivos de hortifrúti (HF) no país. Para que eles tenham melhor equilíbrio nutricional e com maior vigor dessas culturas, é necessária atenção especial na recomendação dos fertilizantes. Caracterizadas por terem ciclos curtos de produção, as hortaliças exigem uma fertilização mais eficiente e assertiva no curto prazo. Já para as frutíferas, mantém-se os mesmos cuidados, mas considerando um período maior para o manejo.

Segundo o engenheiro agrônomo Sérgio Carvalho, gerente nacional de fertilizantes da Alltech Crop Science, "quanto melhor for a eficiência desta adubação, estruturada por um balanço nutricional adequado, melhor será o desenvolvimento vegetativo e incremento na capacidade produtiva das culturas". De acordo com o especialista, os hortifrútis possuem pouco tempo de exposição entre a nutrição ofertada pelos fertilizantes e a raiz, por isso uma fertilização equivocada pode ocasionar mal aproveitamentonutricional, prejudicando o vegetal.

As culturas de hortifrúti em geral também apresentam uma carência muito alta por matéria orgânica, se comparadas a outros cultivos, destaca o agrônomo. "Essas substâncias orgânicas são essenciais para promover um ambiente confortável e favorável ao melhor desenvolvimento do sistema radicular do vegetal. Com a oferta acentuada de nutrientes para o sistema, elas também contribuem para uma melhor absorção pela planta, afirma Carvalho.

Diante destas particularidades, o especialista destaca que a tecnologia dos fertilizantes especiais com a presença de substancias orgânicas (organominerais), pode auxiliar o produtor de HF a tornar suas adubações mais eficientes. "Com isso é possível uma distribuição sustentável entre substâncias orgânicas e elementos minerais nutricionais. Esta tecnologia eficiente e única, auxiliada pelas substâncias orgânicas, promovem a proteção e a melhor performance nutricional, diminuindo o risco de perdas e permitindo que a planta absorva os elementos com maior facilidade", conta.

Resultados

Com a aplicação deste conceito, base da tecnologia da linha Gradative SR, direcionada a cultivos de ciclos médios e longos, e da linha Progressive, para cultivos de ciclos curtos, Carvalho explica que é possível observar uma planta mais saudável e nutricionalmente bem equilibrada. "É possível observar este diferencial durante todo o ciclo, partindo do melhor pegamento das mudas, fase vegetativa com alto vigor e arquitetura das folhas até o pegamento dos frutos, maturação mais uniforme e qualidade e produtividade de frutos colhidos", finaliza.