Crescimento excessivo do feijão pode ser reflexo de desequilíbrio hormonal

NewsCrescimento excessivo do feijão pode ser reflexo de desequilíbrio hormonal
Crescimento excessivo do feijão pode ser reflexo de desequilíbrio hormonal
28 Jun, 2017
Feijão manejo Alltech Crop Science equilíbrio hormonal

Ao contrário do que alguns podem acreditar, o crescimento de uma planta não está diretamente ligado ao aumento de produtividade na lavoura. Na cultura do feijão, por exemplo, o desenvolvimento vegetativo exagerado pode ocasionar o "autosombreamento", ou seja, as folhas localizadas na parte inferior, onde está a principal caixa produtiva da planta, deixam de receber luz do sol, impedindo o processo da fotossíntese. Com isso, se reduz a produtividade.

Segundo o engenheiro agrônomo Fransérgio Batista, gerente técnico especializado em grãos da Alltech Crop Science, essa ocorrência é reflexo do desbalanceamento hormonal do vegetal. "Existe um hormônio chamado auxina, responsável pelo seu crescimento. Quando ela está se desenvolvendo demais, é porque há excesso da substância atuando na planta. Isso inibe, também, a produção de outros hormônios importantes para o vegetal", explica.

Com o objetivo de melhorar o equilíbrio de sua lavoura de feijão, o produtor Joel Ragagnin, da cidade de Jataí (GO), acrescentou ao seu manejo, a utilização de soluções naturais à base de extratos vegetais, nutrientes e aminoácidos, que auxiliaram no desenvolvimento balanceado da cultura. "Com maior controle desse crescimento, conseguimos obter melhores índices de produtividade na propriedade", afirma o agricultor.

De acordo com Batista, todo o manejo do cultivo, seja do solo ou foliar, precisa ter entre seus principais objetivos a manutenção das folhas verdes e sadias, visto que a fotossíntese é vital para o vegetal. "Existem folhas desde a parte de baixo até a parte superior. Uma planta que produz é uma planta que faz fotossíntese em todas elas. Este processo é tudo no vegetal", complementa.

Além do uso de soluções que contribuem para o equilíbrio hormonal da planta, o agrônomo destaca a importância dos cuidados com a nutrição do vegetal, a disponibilização de água durante todo o ciclo e o manejo de pragas e doenças para um desenvolvimento adequado do cultivo. "Dessa forma, é possível que o produtor tenha uma resposta ainda mais significativa", finaliza Fransérgio Batista.