Saiba as necessidades do cultivo do pêssego

NewsSaiba as necessidades do cultivo do pêssego
Saiba as necessidades do cultivo do pêssego
11 Oct, 2017

Versátil e cheia de benefícios à saúde o pêssego necessita de diversidade no clima

Fruto do pessegueiro, árvore originária da China,  o pêssego conquistou o mundo por seu sabor, aparência e versatilidade, podendo ser consumido fresco ou processado na forma de compota ou doce. Facilitando sua comercialização e aumentando cada vez mais o seu valor econômico.

Rico em fibras e com baixo teor calórico, o pêssego é indicado para qualquer tipo de dieta. Contendo minerais como o fósforo e o ferro, carboidratos, proteínas e vitaminas do complexo B, a fruta ajuda a evitar problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso.

Climas temperados, como o do Brasil, favorecem a produção da frutífera pela sua variação de calor e frio durante o ano, porém, microclimas favoráveis podem ser obtidos em altitudes elevadas, possibilitando também condições climáticas satisfatórias para a implantação de lavouras de pessegueiro. Tais exigências térmicas da árvore se deve pelo seu ciclo de vida que é, basicamente, formado por duas fases distintas, a vegetativa e a de dormência (repouso).

A fase de dormência do pessegueiro corresponde àquela em que a planta se prepara para enfrentar as condições frias. Durante este período, ocorrem a formação das gemas vegetativas, que darão origem aos galhos e folhas, e das gemas floríferas, origem das flores. Para este processo de desenvolvimento das gemas, é necessário temperatura abaixo de 7ºC, para que as gemas possam se desenvolver.

Já na fase vegetativa, ocorrem a  emissão de galhos, folhas e das flores, que se tornarão frutos futuramente. Por isso, o pessegueiro necessita de temperaturas elevadas durante esta fase, para que ocorra a floração e a frutificação.